Dicas

COMO ESCOLHER CHINELOS PARA PALMILHAS E PÉS DELICADOS

Chinelos são aqueles grandes esquecidos quando temos pés delicados ou usamos palmilhas.

Na maioria dos casos, estamos ansiosos para voltar para casa para nos livrar dos sapatos que estamos usando e, assim, liberar nossos pés. Mas não podemos esquecer que, se temos pés delicados, é importante que também os cuidemos quando chegarmos em casa.

VOCÊ DEVE CONTINUAR USANDO OS MODELOS EM CASA?

Com efeito, se tem pés delicados ou usa palmilhas, é aconselhável continuar a usá-los em casa, principalmente se vamos mudar muito dentro de casa.

Uma coisa é sentar e ficar quieto, o que, neste caso, podemos ser muito mais flexíveis. Mas no momento em que nos levantamos e colocamos o pé no chão, se não os colocarmos no lugar, o passo não será benéfico para o pé.

Para evitar este erro, use sempre palmilha e, se possível, calçado fechado para melhorar o seu ajuste e focar o apoio na pegada.

É RECOMENDADO ANDAR DESCALÇO?

Não recomendamos nunca andar descalço em casa, esteja ou não de palmilha.

O calçado protege o pé e o grau de conforto da pegada de um bom calçado não se consegue com os pés descalços.

O fato de andar descalço não oferece proteção adequada para o pé se houver algo no solo que possa causar ferimento ou abrasão.

Veja também – Sports Men Loja especializada em Calçados de Marca

COMO DEVEM SER OS CHINELOS DE CASA CERTOS?

Quando se trata de adaptar nossas palmilhas, as sapatilhas de casa devem ter uma forma de tamanho maior.

Hoje são vendidos muitos modelos com plantas confortáveis, mas a morfologia daquela planta não é a mesma que precisamos para o nosso mal e, por isso, devemos levar nossos modelos personalizados.

Recomendamos sempre calçados fechados, pois oferecem um suporte maior, principalmente se formos movimentar muito com eles. Caso contrário, poderíamos usar aberturas para o calcanhar com um orifício para introduzir as aberturas do pé e dos dedos do pé se eles tiverem faixas elásticas para que não se movam para frente.

O ideal seria um sapato bem fechado com atacadores, velcro ou bota com ajustes de velcro. Se tiverem alguma consistência nos contrafortes muito melhor.

Se a enfermidade for muito pronunciada e tivermos que circular muito pela casa, recomendamos continuar com os calçados ortopédicos que usamos regularmente, mas adquirir um novo par que usaremos apenas em casa, permitindo que os que usamos assiduamente ventilem e descansar, para que se deteriorem menos.

AS SOLAS DO TÊNIS

Para as solas recomendamos borrachas de borracha. São resistentes, flexíveis e antiderrapantes. São mais duráveis ​​e com grande poder de aderência.

A sola de borracha microporosa é indicada para pisos de parquete, pois não deixa marcas no piso. Eles são antiderrapantes, embora um pouco menos flexíveis do que os de borracha.

Depois temos as solas de borracha esponjosa, que são as mais confortáveis ​​de pisar e também não escorregam. Esta composição é difícil de conseguir porque a borracha tem pequenas bolhas de ar em seu interior, sua estrutura lembra uma esponja, daí seu nome.

Depende da enfermidade, não recomendamos borrachas esponjosas porque ao pisar viajam muito devido a sua grande capacidade de amortecimento, e certos podólogos não são muito favoráveis ​​ao pé viajar tanto e são, neste caso , mais favorável à rigidez do calçado, até mesmo prescrever calçado de rua para usar em casa, por ter um suporte maior.

Por fim, há borrachas de poliuretano, borracha Eva e até esparto, que são menos utilizadas, mas há empresas que as incorporam para se diferenciar das demais.

O mais difícil é conseguir na sola aquele grau de textura que a torna confortável e resistente, algo disponível apenas aos melhores fabricantes. Suas misturas de composição de piso e temperatura costumam ser secretas.

OS MATERIAIS DA CHINELADEIRA DE CASA

Quanto aos materiais, por se tratar de chinelos que procuram conforto, costuma-se usar panos para o inverno e lonas para o verão.

Dentro dos panos, os tecidos de camurça são mais consistentes e menos empenados. E para o verão, lonas forradas de lona adicionam respirabilidade e melhor suporte.

Dentro dos chinelos de casa, os calçados esportivos também são usados ​​para relaxar mais os pés, mas devemos ter cuidado para que eles tenham a capacidade para acomodar nossas palmilhas.

Em termos de design, as marcas hoje oferecem muita variedade. Bordados e estampas costumam ser os mais solicitados, com ilustrações de todos os tipos, telas estampadas, tecidos dacha, veludos, malhas … Encontramos também enfeites metálicos para modelos mais sofisticados, strass ou desenhos diversos nos dois pés.

Essa tendência está se tornando cada vez mais prevalente, os chinelos de casa não são mais chatos e hoje as possibilidades são infinitas.

Parte inferior do formulário

O QUE É VULCANIZADO?

Vulcanizar é uma forma de unir o calçado à sua sola.

Existem tênis com solado de borracha microporosa que são fabricados colando-se a sola no restante do calçado.

No calçado vulcanizado, o que se faz é unir a sola por meio de calor. A sola é colocada num prato com o mesmo formato e, quando no estado líquido, deixa-se alguns minutos para ganhar consistência e o molde é separado: o sapato fica totalmente aderido e fundido com a sola.

Isso faz com que o calçado tenha maior flexibilidade e um melhor grau de conforto, além de maior durabilidade, já que o vulcanizado tem maior duração.

Para esse processo, devem ser utilizadas composições de borracha muito específicas, fórmulas que só os bons fabricantes sabem misturar e que costumam manter em segredo para torná-las únicas.

Aí está o segredo de marcas como Wamba, Garzón, Salemera ou Doctor Cutillas para fazer seus produtos únicos e muito apreciados.

FRIO OU QUENTE: QUE TÊNIS PARA COMPRAR?

Em ambos os casos, o design e o material são duas partes fundamentais.

Para o cooler, quanto mais fechado o sapato, melhor. É conveniente obter um bom ajuste ao pé. Um design fechado com ajuste de velcro seria o ideal, se ainda estivermos com frio, uma bota de velcro será um fogão para nossos pés.

Se a tudo isto juntarmos panos de qualidade com uma composição de lã e uma boa sola de borracha ou esponja, com palmilha de látex e forro de cisalhamento, teremos o sapato perfeito para uma pessoa colossal.

CHINELOS DE CASA ABERTOS OU FECHADOS?

A vantagem dos sapatos fechados sobre os abertos está no suporte que proporcionam. O calçado fechado proporciona mais segurança ao caminhar com eles.

Não devemos usar calçado fechado para depois calçá-lo, estamos apoiando os pés no contraforte e isso pode prejudicar o nosso piso, além de não ser muito cómodo para o calçado. Nesse caso, é melhor usar os abertos.

Se temos problemas na banda de rodagem, insegurança e queremos calçados quentes, o melhor é recorrer a um modelo fechado para o inverno e deixá-los abertos para o verão, com tecidos mais respiráveis.

Sapatos abertos produzem mais instabilidade, portanto, para pessoas mais velhas, os sapatos fechados são recomendados mesmo no verão, para garantir o suporte que proporcionam.

DICAS PARA MANUTENÇÃO ADEQUADA

Os chinelos para ficar em casa não requerem manutenção muito extensa. O maior problema que podemos encontrar é o desgaste da sola. Com o uso, eles tendem a se desgastar e nos fazem pisar mal.

Você pode colocar gorros de borracha em qualquer sapateira para evitar esse desgaste, mas pelo custo não vale a pena, provavelmente a melhor opção é descartá-los e comprar novos.

Recomendamos ter vários pares e alterná-los para que se deteriorem menos. Os nossos calçados, por serem confeccionados com materiais de alta qualidade, costumam durar várias temporadas.

Quanto à limpeza, geralmente não é aconselhável colocá-los na máquina de lavar. Os sapatos resistem, mas se deterioram muito mais rapidamente. Recomendamos lavá-los à mão regularmente, mas deixar a máquina de lavar para casos extremos.

Quanto ao sabonete, use sempre um neutro, a espuma seca para manchas específicas obtém muito bons resultados, em tecidos leves como lonas de verão, ajudam a não lavá-los com tanta frequência.

TAMANHOS ESPECIAIS

Nossas marcas, além dos tamanhos usuais, funcionam em grande e pequeno número, tanto para homens quanto para mulheres.

No caso do calçado feminino, temos modelos nos tamanhos 34 e 35 até aos modelos 42.

Para calçado de homem, temos modelos até 51 e outros a partir do 38.

Em relação às larguras, temos diversos modelos de formas com larguras especiais, principalmente para pessoas com problemas nos pés e palmilhas ortopédicas.

Confira mais conteúdos em nosso site. Aproveite e compartilhe em suas redes sociais. Alguma sugestão no que podemos melhorar? Deixe nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *