lanches da dieta
Saúde

Dietas ricas em proteínas: boas ou ruins?

Dietas ricas em proteínas: boas ou ruins?

Dietas ricas em proteínas e com baixo teor de carboidratos são atraentes para muitas pessoas, especialmente para os amantes de carne que imaginam comer lanches ricos em proteínas e alimentos como bacon, bife, queijo e nozes.

Dietas ricas em proteínas populares

  • Dieta Atkins
  • Dieta da Zona
  • Sugar Busters
  • Poder da proteína
  • Dieta de South Beach

Embora as dietas ricas em proteínas possam funcionar para algumas pessoas, é importante considerar os riscos e benefícios antes de iniciar qualquer dieta.

Dietas com baixo teor de carboidratos vs. Dietas ricas em proteínas

As dietas ricas em proteínas mais populares, como a dieta de Atkins, incentivaram as pessoas a fazer dieta a comer alimentos com baixo teor de carboidratos e ricos em proteínas. No entanto, dietas cetônicas mais recentes sugerem comer muito poucos carboidratos enquanto consome quantidades normais de proteína.

Quanta proteína?

Uma dieta americana típica é composta de 12-18% das calorias de proteínas. As dietas ricas em proteínas sugerem o aumento dessas quantidades para quase o dobro da porcentagem.

Na verdade, nessas dietas, metade de suas calorias diárias pode vir de proteínas, como ovos, queijo e carne. Planos de perda de peso com alto teor de proteína sugerem restringir drasticamente o consumo de grãos, amidos, frutas e cereais.

O que é cetose?

Na ausência de carboidratos na dieta (menos de 50g / dia), o corpo entra em um estado metabólico chamado cetose. Em processos metabólicos normais, o corpo quebra os carboidratos em glicose, usada para alimentar o metabolismo celular, fornecendo energia às células.

O cérebro, em particular, requer que essas moléculas de glicose funcionem. Na ausência de carboidratos na dieta como fonte de glicose, o corpo desvia para a cetose em busca de moléculas de reposição.

Na cetose, o fígado obtém cetonas da gordura (armazenada ou dos alimentos) para fornecer o combustível necessário às células cerebrais.

A cetose é uma das defesas do corpo contra a fome como forma de alimentar o cérebro quando a comida de qualidade é escassa.

Dietas cetônicas para “cetose”

Pessoas que fazem dieta com cetonas forçam seus corpos à cetose para queimar gordura e abastecer seus cérebros usando gorduras (cetonas) e não açúcares (glicose).

Ao reduzir a ingestão alimentar de menos de 50 mg de carboidratos por dia, pode-se atingir a cetose. Esta dieta tem muitos efeitos colaterais e pode afetar as condições de saúde subjacentes. Fale com um médico antes de fazer qualquer mudança drástica na dieta.

As dietas ricas em proteínas são seguras?

A American Heart Association não recomenda dietas ricas em proteínas, argumentando que o aumento do consumo de carnes gordurosas e laticínios aumenta o colesterol e aumenta o risco de ataque cardíaco.

Não consumir vegetais e frutas também reduz a ingestão de fibras e muitos nutrientes essenciais.

Os especialistas não concordam sobre o valor das dietas ricas em proteínas, portanto, uma dieta mais moderada com redução de gordura e carboidratos saudáveis pode ser a melhor escolha de acordo com os especialistas.

Escolhendo uma dieta rica em proteínas

Planos de dieta extrema nunca são uma boa idéia; as melhores dietas ricas em proteínas incluem alguns carboidratos e são pobres em gordura. Porções enormes de carnes gordurosas não fazem parte de uma dieta rica em proteínas saudável.

Alimentos ricos em proteínas: carne magra

Cortes magros de carne bovina são uma opção rica em proteínas e com menos gordura. Um corte magro de carne bovina tem apenas um pouco mais de gordura saturada do que um peito de frango sem pele do mesmo tamanho. Assim, você pode desfrutar de um bife, se for um corte magro como um bife redondo superior.

Alimentos ricos em proteínas: carne branca

A carne de frango branco tem menos gordura do que a carne escura e é a opção mais saudável. Remover a pele das aves também reduz drasticamente o consumo de gordura. Em geral, as aves são uma excelente fonte de proteína para aqueles em dietas ricas em proteínas.

Alimentos ricos em proteínas: carne de porco

Alguns cortes de carne de porco também são boas opções de proteína, se você escolher opções mais magras. Hoje, alguns cortes de carne suína estão 31% mais magros do que há 20 anos.

As opções saudáveis de carne de porco incluem lombo, costeletas de costela, bife do lombo, lombo superior ou bifes na omoplata.

Alimentos ricos em proteínas: peixes

O peixe é uma excelente fonte de proteínas com baixo teor de gordura. O atum e o salmão são peixes que têm mais gordura, mas contêm o tipo de gordura saudável para o coração conhecida como ácidos graxos ômega-3. O consumo de ácidos graxos ômega-3 pode diminuir o risco de doenças cardíacas, alguns tipos de câncer e artrite.

Alimentos ricos em proteínas: ovos

Um ovo por dia é seguro para adultos saudáveis, embora as gemas contenham colesterol. Você pode escolher claras de ovo se não quiser o colesterol adicionado.

Lembre-se de que, do colesterol que você consome, apenas uma pequena porção entra na corrente sanguínea. Comer gorduras saturadas e trans tem mais chances de aumentar o nível de colesterol.

Alimentos ricos em proteínas: soja

Alimentos à base de soja são outra boa fonte de proteína. O consumo de 25g de proteína de soja por dia também reduz os níveis de colesterol.

Alimentos ricos em proteínas à base de soja:

  • tofu
  • Leite de soja
  • Edamame
  • Missô
  • Tempeh
  • Farinha de Soja

Alimentos ricos em proteínas: feijão e legumes

O feijão oferece fibras e proteínas para quem está de olho nas escamas. Fibras e proteínas ajudam você a se sentir saciado por mais tempo, e as fibras podem ajudar a diminuir o colesterol.

Comer 1 1/2 xícara de feijão fornece aproximadamente a mesma quantidade de proteína que 85 gramas de bife.

  • Feijões e legumes saudáveis e ricos em proteínas:
  • Feijão carioca
  • Feijões pretos
  • Grão de bico
  • Feijão de corda
  • Feijão Lima
  • Grãos de fava
  • Feijão vermelho
  • Lentilhas
  • Amendoim
  • Alimentos ricos em proteínas: laticínios com baixo teor de gordura
  • Produtos lácteos como leite, queijo e iogurte também são fontes de proteína. Eles oferecem o bônus de cálcio para proteger seus ossos e coração. A escolha de produtos lácteos com baixo ou sem gordura pode ajudá-lo a reduzir a ingestão de gordura. Muitas opções sem lactose estão agora disponíveis para pessoas sensíveis aos laticínios.

Grãos saudáveis e ricos em fibras

As dietas ricas em proteínas, como a dieta de Atkins, tendem a limitar a quantidade de grãos que você pode comer, portanto, certifique-se de escolher grãos saudáveis. Produtos de grãos inteiros são escolhas melhores do que pães brancos e massas.

Produtos de grãos inteiros podem fornecer as fibras que podem faltar em uma dieta rica em proteínas. Barras de cereais com alto teor de proteína também podem ser uma boa escolha se não contiverem muito açúcar ou gordura.

Frutas e vegetais

Frutas e vegetais são carregados de nutrientes, incluindo antioxidantes, que não estão presentes em muitos outros alimentos. Isso pode ajudar a diminuir o risco de câncer. Frutas e vegetais devem fazer parte de qualquer dieta para perda de peso.

Mais proteína, mais riscos?

Existem alguns riscos associados às dietas ricas em proteínas. Muitos médicos estão preocupados com o fato de que as dietas são ricas em gorduras e pobres em fibras, levando a um aumento do risco de doenças cardíacas e derrames.

Doenças renais e osteoporose são outros riscos se as dietas ricas em proteínas forem usadas por um longo período.

Algumas proteínas possuem efeito detox, assim como produtos para emagrecer. A fórmula do detox caps, por exemplo, ajuda a emagrecer enquanto limpa seu organismo de toxinas e oxidantes desnecessários!

E então, ficou alguma dúvida em relação ao conteúdo que trouxemos hoje?

Conte a nós, comente abaixo!

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *